Logo Escolas Médicas

Deixe sua opinião

Total de Opniões postadas no site: 15076   

Regras de conduta para participação do site


Por exigência da justiça, há a necessidade de identificação de quem posta mensagens neste espaço,
clique aqui para fazer o seu login.

 

Nome: PEDRO LUENGO GARCIA
E-mail: luengoplg@gmail.com
Mensagem: Tiago, você fez medicina? Onde você estudou?
Data: 02/07/2014 21:00:57

Nome: TIAGO MATIELLO ZOGBI
E-mail: tiagozogbi@hotmail.com
Mensagem: Faço um apelo aos pais - medicos ou não medicos, dos vestibulandos, enfim, daqueles que pretendem se candidatar a um curso de medicina: se informem quanto ao que estamos discutindo nesse forum, para que tenham outras fontes de informação sobre o curso em questão, visitem in locu os campus, conversem com outros medicos sobre a instituição de ensino. Isso sim 'e exercer a cidadania. Não vale depois se queixar do descompasso e descalabro desse governo atual. Não temos que "engolir" essa famigerada formação que nos apresentam. Sem critério algum, toda feita `as pressas, por gente não capacitada, com interesses outros, como uma linha de produção, para inglês ver.
Data: 01/07/2014 12:11:58

Nome: TIAGO MATIELLO ZOGBI
E-mail: tiagozogbi@hotmail.com
Mensagem: Sim, Professor. Triste realidade! Tentando entender o propósito dessa irresponsabilidade, constato o obvio: grande apelo e capital politico para o Reitor (pretende ser prefeito - Francisco Arten) e atual prefeito, Vanderlei. Um pouco mais do mesmo no submundo da política. Discutindo sobre a falta de infra estrutura básica para o curso, alegam eles que o inicio e' teórico e que irao fazer os ajustes com o "trem" andando mesmo. Um verdadeiro show de horrores. Novamente peço atenção aos vestibulandos para que não corram esse risco. Esta claro que o curso não lhes dara uma formação adequada. Voces irao carregar esse estigma pelo resto de suas vidas. Abraço.
Data: 01/07/2014 11:57:17

Nome: ANTÔNIO CARLOS
E-mail: hp.tiop@gmail.com
Mensagem: Não conheço essa UNIFAE mas pelo que você postou é exatamente o que acontece com todos os novos cursos, Tiago. Alguns até piores, só para se ter uma ideia o curso da Unirv em Aparecida de Goiânia ainda não tem campus. Nem laboratório, nem anatômico, nem hospital-credenciado, muito menos ambulatório ou qualquer coisa. Será apenas o professor e o aluno em uma sala de aula (se tiver a sala de aula). O mesmo aconteceu há alguns meses com o curso da UFFS Passo Fundo que usava uma estrutura emprestada e que só foi ter o primeiro laboratório de anatomia quando um hospital aceitou criar. Não duvido que os próximos 48 cursos a serem criados (o de Muriaé já foi) serão parecidos.
Data: 30/06/2014 19:49:06

Nome: TIAGO MATIELLO ZOGBI
E-mail: tiagozogbi@hotmail.com
Mensagem: Concordo, Cleusa. Mas não coloco a culpa so no Estado (MEC). Assim como disse sobre o curso de Medicina da UNIFAE - SJBV, SP, onde acredito que muitos irao prestar o vestibular, a co-responsabilidade recai sobre o vestibulando também. Muita atenção para que não haja arrependimentos depois. Abraço.
Data: 30/06/2014 09:34:16

Nome: CLEUSA MARIA LEONE CEZAR
E-mail: cleusafarma@uol.com.br
Mensagem: Quem deveria ser punido é o MEC, no caso da Gama Filho, deixando 12000 estudantes na Rua... eles estavam estudando e não se viciando em drogas nem traficando! Para quê existe o Judiciário? Se a Universidade não estava sendo bem administrada o MEC deveria apelar ao Judiciário e, não punir os alunos... Os alunos fazem um contrato com as escolas com anuência do MEC. Para que serve esse contrato então? Penso que o MEC precisa se modernizas e ser democráticos. Estamos vivendo em um Pais democrático, mesmo que seja uma democracia frágil! mas é democrático!!!!!!!!!!!!
Data: 29/06/2014 14:58:08

Nome: SOFIA
E-mail: sofiasousa49@yahoo.com.br
Mensagem: Bom dia, preciso muito da ajuda de vocês para me decidir. passei em 02 vestibulares, uniBh (unifenas) e Uniube. Qual escolho?
Data: 24/06/2014 09:27:44

Nome: LAURA F DOS SANTOS
E-mail: tatubolim@hotmail.com
Mensagem: Em São Paulo ou região
Data: 19/06/2014 16:14:57

Nome: LAURA F DOS SANTOS
E-mail: tatubolim@hotmail.com
Mensagem: Boa tarde gostaria da saber se alguém pode me dar uma dica de alguma faculdade de medicina menos concorrida ...?????!
Data: 19/06/2014 16:14:10

Nome: TIAGO MATIELLO ZOGBI
E-mail: tiagozogbi@hotmail.com
Mensagem: Natalia, Boa Sorte entao. Mas saiba que a UNIFAE não tem quesitos básicos para formação medica. Não tem hospital escola. Farao uso da Santa Casa que esta sobrecarregada e não tem perfil para hospital escola. Os medicos não são professores. Ambulatorios serão em cidades vizinhas. A faculdade não tem laboratórios equipados para aulas de medicina. Ainda não tem corpo docente adequado. Enfim, exemplo clássico do artigo do Prof. Nassif. Se vc e outros quiserem correr esse risco, vao em frente. O aviso foi dado. Alem do que, a responsabilidade também decai sobre os vestibulandos que querem a qualquer custo realizar um sonho, que no fim se resume a um diploma de medicina. Esquecem que serão 6 anos de superficialidade no ensino, custos altíssimos com mensalidade, insegurança no reconhecimento formal e moral do curso. Abraço.
Data: 19/06/2014 15:49:37

Nome: NATALIA SALVIATO RUFFO
E-mail: natalia.ruffo@yahoo.com.br
Mensagem: Concordo com o artigo do Prof. Doutor Nassif, nao se deve fazer da medicina uma comércio, porém nao é isso q acontece ha anos, com mensalidades carissimas e sucateamento de boas universidades publicas ! Abrir um curso de medicina passou a ser um grande negocio as universidades, é necessario que se preste atençao as reais intencões dessas!
Data: 19/06/2014 12:50:18

Nome: ANTONIO CELSO NUNES NASSIF
E-mail: acnnassif@netpar.com.br
Mensagem: Olá Natalia Salviatto Ruffo : o texto abaixo extraido de um artigo meu que está in inserido em ARTIGOS, dá uma noção realista do porque somos contra a abertura de NOVOS CURSOS DE MEDICINA. Aqui vai o trecho e depois leia o artigo na ínterga para entender melhor nosso posicionamento. "É como afirmou o senador Darcy Ribeiro: “O Brasil é o único país do mundo que permite ao sujeito criar uma escola – como uma padaria ou açougue – para ganhar dinheiro”. E nos dias de hoje, ao que tudo indica, a medicina e os médicos brasileiros caminham “ladeira abaixo”. O MEC, só neste inicio de século autorizou a criação de 130 novos cursos colocando nosso país, com 231 escolas médicas, no segundo lugar do ranking mundial perdendo apenas para a Índia (381), mas, deixando para trás a China com 150 e os EUA com 141 escolas médicas. Em 1988, no Parecer N.SR-78, o então Consultor Geral da República Saulo Ramos escreveu: “A educação, direito de todos e dever do Estado, não pode ser transformada, sobretudo nos cursos superiores, em simulacro diplomado. A sociedade deseja médico que saiba medicina, que se tenha preparado cientificamente para cuidar da saúde do povo e que não seja, pela precariedade do ensino improvisado na industrialização de diplomas, uma ameaça à vida do paciente, assim como o advogado mal formado é ameaça ao patrimônio e à liberdade individual, e o engenheiro, sem curso sério, é candidato a construir obras que desabarão.” Pelos favores políticos feitos a alguns é que nos estão saindo médicos fabricados no afogadilho de fins de semana, médicos sem a residência em escolas que não contam com hospitais; médicos - o que é sumamente grave - a quem se confere um diploma pela simples quitação das mensalidades para com as respectivas "faculdades". Não se fala, por exemplo, sobre a ausência de habilitação do médico, que é mal muito maior para a sociedade. Por esses favores é que hoje se distribui a incompetência, a irresponsabilidade e o descaso pela vida humana. Inexiste, no atual governo, a determinação política para o cumprimento de uma exigência mínima: o respeito pelo papel social do médico, a reclamar o máximo de escrúpulo na qualificação, e uma pequena dose de pudor, diante desse desajuste entre faculdades de Medicina em excesso e carências de saúde em constante aumento e deterioração. O que não se pode permitir é o desabamento da estrutura do ensino brasileiro, com a criação de cursos de medicina sem mínimos recursos, sem hospital na região, sem corpo docente, sem estrutura adequada. O dever do Estado é ministrar a educação e, no curso superior, assegurar o conhecimento científico que irá, efetivamente, beneficiar a comunidade. “O simples diploma não cumpre esta finalidade, antes, seria um estelionato contra a sociedade e uma grave lesão à teologia constitucional”. Abraço Prof. Dr. Nassif
Data: 18/06/2014 23:59:34

Nome: RUBENS NEVES
E-mail: rubensneves@bol.com.br
Mensagem: Prezados, agradeço pois neste site tenho encontrado muita informação e orientação sobre os vestibulares de medicina,anos de estudo e muita despesa,vou tentar mais um pouco e depois vou para PARAGUAI, mas não desistir do sonho.
Data: 18/06/2014 13:19:55

Nome: TIAGO MATIELLO ZOGBI
E-mail: tiagozogbi@hotmail.com
Mensagem: Ola Natalia, nao sou radicalmente contra a abertura de novos escolas medicas. Sou contra a forma como são abertas. Em locais que não são necessárias, com falta de estrutura física e humana, com interesses escusos. Ok, Natalia? Quando for prestar vestibular preste muita atenção nisso. Alias, quem ira prestar vestibular na UNIFAE de SJBV-SP, se questione sobre esses pontos. Afinal, não custa se prevenir agora para não remediar depois. Abraço.
Data: 17/06/2014 21:05:36

Nome: NATALIA SALVIATO RUFFO
E-mail: natalia.ruffo@yahoo.com.br
Mensagem: Gostaria de saber o porque vocês são contra a abertura de novos cursos de medicina, no país?
Data: 17/06/2014 19:51:57


Mensagens antigas

Registros 16 até 30 de 75

1 [2] 3 4 5

deixe sua opinião

Médicos, Residentes, Professores, Coordenadores de Escolas Médicas

clique aqui

Estudantes,
Acadêmicos de Medicina

clique aqui

NEWSLETTER

Nome:
Email:
Banner

EscolasMedicas.com.br © 2010

Logo Hidea