Logo Escolas Médicas

Notícias

Você é a favor de um exame único para médicos formados no exteriror?

22/03/2009 03:33:38

 

Você é a favor de um exame único para médicos formados no exterior?

O Estado de S.Paulo


Componentes.montarControleTexto("ctrl_texto")
 - Comissão desenvolverá projeto piloto

Diante da falta de vagas para revalidação e complementação curricular de médicos brasileiros formados em outros países - além das altas taxas cobradas na inscrição -, entidades médicas insistem num exame nacional e universal para a entrada desses profissionais no mercado do País. Já os Ministérios da Educação e Saúde estabeleceram, por meio de uma portaria, uma subcomissão para desenvolver projeto piloto que aprimore o processo de revalidação, que teria como público inicial recém-formados na Escola Latino-Americana de Medicina, em Cuba.


Resultado da enquete:

Sim> 76%

Não> 24%



Confira a próxima enquete em www.estadao.com.br


O QUE PENSAM OS ESPECIALISTAS

?Por trás da obsessão pelo "provão" escondem-se interesses diversos?
AFONSO MAGALHÃES

ASSOC. DE PAIS E APOIADORES DOS ESTUDANTES BRAS. EM CUBA

Certamente a proposta surgiu daqueles que estão preocupados em erguer barreiras para os médicos brasileiros formados no exterior, especialmente os egressos de Cuba. São os mesmos que militam pela imposição de um "provão" para todos os médicos de faculdades brasileiras ou não, como condição de receberem o registro profissional. Por trás da obsessão pelo ''provão'' escondem-se interesses vários, desde estabelecer reserva de mercado até criar cursinhos preparatórios, um filão para atuais e futuros proprietários dessas instituições. Nesse contexto, médicos formados em Cuba estão sendo vitimas de discriminação e preconceito, que se estendem aos formados em países como a Bolívia, Argentina, Chile, entre outros. Apesar de a legislação em vigor ser, em tese, mais vantajosa para a revalidação, os médicos formados em Cuba aceitaram submeter-se a uma prova coordenada pelo Ministério da Saúde, como condição para, sendo aprovados, terem seus diplomas reconhecidos no Brasil. Mas, infelizmente, intransigência, intolerância e oportunismo protagonizam o debate.

?O teste deve ser aplicado para garantir a qualidade dos profissionais?
JOSÉ LUIZ GOMES DO AMARAL

PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO MÉDICA BRASILEIRA

Somos favoráveis ao processo avaliatório que inclua análise curricular e provas capazes de aferir o conhecimento e habilidades práticas. Este exame deve ser aplicado a todos os candidatos, pois é o teste é essencial para garantir qualidade de formação e competência de médicos formados fora do sistema de ensino superior brasileiro. A AMB é contra a revalidação automática de diplomas de médicos formados no exterior. Nossa posição é totalmente diferente da portaria dos Ministérios da Educação e Saúde. A portaria, sob o disfarce de um projeto piloto, busca dar condições privilegiadas a um grupo de estudantes oriundos da Escola Latino-Americana de Medicina, em Cuba. Há alguns anos o governo procura criar facilidades para esses alunos. Na ilha, eles não são selecionados em função de qualidades intelectuais, mas por indicação de partidos políticos e movimentos sociais. Ante a rejeição dessa proposta na Câmara, o governo tenta, novamente, escondê-la em mais um de seus projetos. A AMB manifesta indignação contra essa manobra.
var keywords = "";

Fonte: Estadão

enviar para amigo >>  
compartilhe >>
voltar

deixe sua opinião

Médicos, Residentes, Professores, Coordenadores de Escolas Médicas

clique aqui

Estudantes,
Acadêmicos de Medicina

clique aqui

NEWSLETTER

Nome:
Email:
Banner Banner

EscolasMedicas.com.br © 2010

Logo Hidea