Notícias

Quarentona, FAMERP quer ser universidade

11/06/2008 12:17:27

Quarentona, Famerp quer ser universidade

Faculdade de Medicina de Rio Preto aguarda doação de área no IPA para tentar instalar quatro novos cursos


Luís Fernando Wiltemburg
Agência BOM DIA

Criada em 1968, a Famerp (Faculdade de Medicina de Rio Preto) completa hoje 40 anos com 3,5 mil alunos entre graduandos, pós-graduandos, mestrandos e doutorandos e o sonho de se tornar uma universidade da saúde em breve.

“Se o Estado do Paraná tem tantas universidades, por que São Paulo não pode ter mais uma?”, questiona o diretor-geral da Famerp, Humberto Liedtke Júnior. “Seremos a universidade de Rio Preto”, completa.

Para a instalação de quatro novos cursos, a direção da faculdade aguarda o repasse de 10 alqueires do IPA (Instituto Penal Agrícola), que será doada pelo governo do Estado para a administração municipal. “Nós queremos um prédio próprio, já que estamos em um emprestado, para a implantação de novos cursos”, afirma Humberto.

De acordo com ele, já há projetos prontos para implementação das graduações de fisioterapia, psicologia, fonoaudiologia e educação física. “Mas depende do interesse do Estado. Pode ser que outros cursos sejam considerados prioridades”, explica o diretor-geral da Famerp.

Para o próximo ano, a faculdade prepara a inauguração de um biotério com 2,7 mil m² e o Hospital da Criança, que vai acrescentar 250 leitos aos 900 atuais do Hospital de Base.

 

voltar